Metaverso no Mercado Imobiliário

O Metaverso já é realidade! Acompanhe.

O Metaverso no mercado imobiliário, é realidade! E, pode revolucionar diversos campos, sendo um deles o imobiliário. Vamos ver de que forma isso pode acontecer.

As tecnologias afetam decisivamente diversos mercados.

Advertisement

Tudo começa com a popularização de uma determinada tecnologia, depois o seu uso por empresas, até chegar a um ponto onde ela é praticamente obrigatória.

O mercado imobiliário, obviamente, não fica imune a isso.

Com a chegada dos websites e das redes sociais, este mercado rapidamente percebeu o seu valor.

Tanto que, hoje em dia, não há uma imobiliária que não tenha um espaço na rede.

Advertisement

Isso porque, quando falamos de mercado imobiliário, falamos de empresas que tentam vender uma experiência de futuro para seus clientes.

Uma nova tecnologia que está chegando aí e que pode ajudar muito nisso é o Metaverso!

Um momento: você não sabe o que isso significa?

Vamos falar tudo sobre ele para você e de que forma ele pode ser integrado no mercado imobiliário. Leia em:

O que é isso

O que é o Metaverso no mercado imobiliário?

Imagine um ambiente virtual que seja completamente imersivo, hiper-realista e que fosse, de certa forma, uma simulação da vida real.

Parece algo saído de um filme, não é mesmo?

Advertisement

Desde que a internet surgiu, nós caminhamos progressivamente para uma maior presença digital.

Com os smartphones, internet 3.0 e as redes sociais, atualmente temos cada vez mais o mundo digital presente em nossas vidas.

O Metaverso, no caso, pretende dar o próximo passo. Permitir que pessoas em lugares distantes se comuniquem e interajam como se estivessem no mundo real.

Veja esse vídeo sobre o Mercado Imobiliário no Metaverso:


A aurora do Metaverso

Logo, a chave para entender isso é a conexão. Mas como ele surgiu?

Não é de surpreender que, assim como muitas inovações tecnológicas, o Metaverso foi pensado inicialmente em um livro de ficção científica.

Nos referimos ao livro de Neal Stepherson chamado “Snow Crach”, lançado em 1992, que falava de uma tecnologia que permitia pessoas de diferentes lugares do mundo interagirem a partir de avatares construídos previamente.

Decerto, antes mesmo de termos o Metaverso na nossa vida, tivemos diversos jogos que exploraram este conceito.

Um dos mais conhecidos é o Second Life, criado por Philip Rosendale, onde basicamente as pessoas interagem digitalmente dentro de um universo compartilhado.

Lá eles poderiam trabalhar, conversar uns com os outros e até mesmo participar de festas.

Mas cada vez mais este conceito anda se expandindo.

Isso acontece graças ao incentivo de grandes empresários como Mark Zuckerberg, que chegou a mudar o nome de sua empresa para Meta.

Com o claro objetivo de trabalhar especificamente nesta tecnologia.

Tanto que ela possui uma sala virtual criada dentro do Metaverso para sediar diversas reuniões com pessoas ao redor do mundo, o Horizon Workrooms.

Uma questão de tecnologia

Obviamente, para conseguirmos aproveitar o Metaverso no mercado imobiliário que está sendo criado, é necessário possuir uma tecnologia apropriada.

Uma das mais essenciais é os óculos virtual, que permite uma imersão completa dentro deste ambiente.

Uma das opções mais comuns é o Oculus Rift.

Um bom hardware e uma internet rápida, preferencialmente com 5G, também são ferramentas essenciais para entrar no Metaverso.

No momento, os “universos” mais comuns são aqueles de jogos. Contudo, existem outras opções.

E, claro, existe uma possibilidade muito grande de ser parte do Metaverso no mercado imobiliário. É isso que vamos ver agora.

Metaverso e a relação com o mercado imobiliário

Como é uma tecnologia muito nova, diversas pessoas dos mais diferentes setores estão entendendo sua funcionalidade.

E muitas pessoas veem no mercado imobiliário uma grande oportunidade para seu uso.

E isso é bastante intuitivo: imagine que você está no interior de Minas Gerais e deseja comprar um apartamento de frente para o mar no Rio de Janeiro.

Antigamente, você teria que entrar em contato com a imobiliária e ver fotos do imóvel, ou então viajar até o local para conferir como estão suas condições.

Com o Metaverso, o comprador pode – dá tranquilidade de sua casa – usar óculos virtual e entrar no apartamento que se localiza a milhares de quilômetros de distância.

Assim, ele terá uma imersão completa dentro do imóvel.

Parece bastante interessante, não? Pois saiba que isso não é algo para o futuro. Já está acontecendo agora mesmo.

Imobiliárias do mundo digital

Como já era de se esperar, já existem algumas imobiliárias que estão entrando de cabeça neste universo.

Inclusive, algumas já estão sediadas completamente no mundo virtual.

Um exemplo é a Metaverse Property, que negocia terrenos no Metaverso.

Ela já conseguiu atingir a marca de US$ 2,43 milhões somente dentro deste meio digital.

Inclusive, os pagamentos são feitos em NFTs ou através de criptomoedas.

Mas veja bem – não estamos falando de terrenos reais, mas sim de terrenos dentro do mundo virtual, em especial para o universo Decentraland, mas falaremos disso mais à frente

Definitivamente, é o futuro chegando no mercado imobiliário hoje!

O outro lado

Mas claro, nem tudo são flores. Existe muita resistência por se tratar de uma tecnologia absolutamente nova.

Isso de fato leva a um sentimento de insegurança por parte de muitas pessoas.

Afinal de contas, não estamos falando aqui de comprar um jogo pelo Metaverso, ou então de uma roupa.

Imóveis são bens que querem grandes investimentos – um dinheiro que muitas vezes a pessoa teve que acumular uma vida toda.

Logo, é natural que haja algum tipo de insegurança quando falamos de Metaverso no mercado imobiliário.

Lembrando que ainda não existe uma legislação completamente definida para negociações feitas neste ambiente.

Ainda assim, tributações se aplicam, e é necessário ter conhecimento prévio disso antes de fazer negócios no Metaverso.

E, claro, como é uma experiência completamente virtual, existem alguns riscos inerentes.

Mas eles não são muito diferentes dos golpes que já existem no mundo físico.

Outras aplicações

Além de sua funcionalidade com vista de negociar imóveis que existem no mundo real, outra possibilidade se avista.

São as imobiliárias que vendem terrenos virtuais dentro do Metaverso.

Você pode pensar “por que raios eu iria querer um terreno virtual?”.

Oras, isso pode ser usado para divulgar negócios, fazer propaganda, divulgar eventos ou até mesmo promover experiências.

Nós já citamos aqui o caso da Metaverse Property, e seus ganhos atuais mostram que este é um mercado que vai cada vez mais ser explorado.

Saiba mais sobre o Mercado Imobiliário, veja aqui.

Então, se você é do setor de imóveis, não deixe de pesquisar as possibilidades do Metaverso no mercado imobiliário.

Gostou do conteúdo de hoje? Então, aproveite para compartilhar em sua rede social preferida.

Leia também

Esse site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade
Clique e Entre em Nosso Grupo 🥰